Atendimento em Restaurantes: Qual o mistério?

A pergunta que não quer calar é a seguinte: Por que é tão difícil para os restaurantes adotar o sistema de atendimento que é usado nos Estados Unidos? …óbvio, fluido e lógico?

Não há mistério algum…. o cliente chega, o garçom os cumprimenta, entrega os cardápios, e tira o pedido das bebidas ANTES do pedido dos pratos…
Enquanto o garçom traz as bebidas, os clientes tem tempo de sobra para verificar o menu e escolher sem pressão…
Nada pior do que você estar SEM bebida e com um garçom com o bloquinho (ou mini tablet) na mão olhando para você esperando que escolha seu prato, e ah, verdade, escolher as bebidas…

Outra coisa que me chama a atenção é a falta de preparo dos atendentes na resolução de problemas; dos mais simples aos mais complicados.
Semana passada fomos à um café aqui em Curitiba e, Bruno, meu amigo/irmão pediu pancakes com geleia caseira de frutas vermelhas.

Quando veio o pedido, apesar de uma cara ótima, a geleia não estava boa… provavelmente fermentada e começava a apresentar sabor residual amargo. Ou seja, “not good“.

Chamamos a atendente, explicamos a situação e a resposta dela foi: “Mas a geleia nós mesmo que fazemos…”. quase disse à moça “pior ainda, jogue tudo no lixo!”
A proposta de resolução do problema foi: “O senhor quer que eu traga outra coisa, como maple syrup?”… Foi o que ela fez, SEM trocar as pancakes todas cagadas de geleia ruim… e com uma carinha de “ai, que povo chato…”.

Nessas horas entoo 50 mantras, respiro cachorrinho para não dizer: “Minha filha, qual parte do retire-o-prato-peça-desculpas-e-ofereça-novas-pancakes-com-maple-syrup-sem-perguntar-muita-coisa-você-não-entendeu?”

Prezados donos de restaurantes, bares e cafés… POR FAVOR, invistam em treinamento para que situações como essa não maculem a imagem de seus estabelecimentos…

Se reclamamos, é porque queremos continuar frequentando seu local.

Beijo do Vavinho

Panelas!


Investir em equipamento e utensílios acaba virando uma constante para quem começa a se interessas pela cozinha.
Incrível como os interesses mudam!
As pesquisas em sites tomam outros caminhos: zester, ralador de noz moscada, aros, mandolin, balança, etc…

Uma vez postei que “equipamento de cozinha bom é caro, mas a maioria dos artigos dura a vida toda e pagará inúmeras vezes por ele”. A mais pura verdade, principalmente quando se trata de panelas e eletrodomésticos.

Um exemplo clássico são as panelas Le Creuset e Staub. A linha do Mario Batalli é muito boa também. Como disse, são caras, custando em média mil reais cada aqui no Brasil. Isso mesmo, CADA!
Mas, se bem cuidadas e usadas corretamente, são panelas que passarão de geração para geração. Se tiverem oportunidade de viajar, no exterior elas acabam saindo bem mais em conta.
Não quero dizer que as marcas nacionais não sejam boas. Tramontina tem panelas excelentes com fundo triplo. Também caras, “pero no mucho”.

Minha dica: não precisa comprar todas de uma vez!
Com seu salário apertado e a paixão pela cozinha imensurável, uma amiga comprava uma por ano! Parcelada em 12 vezes! Assim, ela agora está com seu jogo de panelas “pra vida toda”!

E não é necessário comprar 500 tipos… 3 tamanhos mais uma frigideira estão mais do que bom!

Ah, outra coisa: Elas vão ao forno! YESSSSSSSSSS! Isso é muito bom!

Lembrem-se de que as vezes “o barato sai caro”!

Besos e ótima semana!!!

I’m sorry, Jack! Chucky’s back!

Olá, meus queridos!
De volta ao Blog e ao Canal do YouTube com força total!
Muitos devem ter estranhado a minha ausência no blog e com os vídeos… Outros nem notaram…

Foi um ano intenso:
Me dediquei de cabeça à minha pós graduação em Chef Nacional e Internacional na Universidade Positivo… Uma das melhores coisas que poderia ter feito na minha vida! Sério!
A possibilidade de você, mesmo aos 42, poder dar um novo rumo à sua vida é algo sensacional!

Esse ano resta “somente” o TCC, que promete sair do papel! Um projeto inovador que muita gente vai curtir e aproveitar!

Além disso, tenho algumas novidades!
Juntamente com a retomada a todo vapor do blog com postagens semanais, o Canal do YouTube volta com algumas surpresas:
Além das postagens regulares, uma vez por mês, ou até mesmo mais frequentemente, vou preparar e ensinar uma receita de cada livro de culinária que tenho. uma coisa meio “Julie & Julia”. E olha que não são poucos!
A verdade é que assisti ao filme novamente, e tive essa ideia!
No meu ver, uma maneira de compartilharmos informações sobre livros e receitas interessantes ao mesmo tempo! Portanto, fiquem ligadinhos!

Participem, postem seus comentários, digam o que gostariam de ver e aprender!
Nada melhor que a interação!

2015 será um ano sensacional e conto com a participação de vocês!

Beijo grande e até semana que vem!

Poutine!


Poutine e um dos pratos de fast food mais famosos do Canada!

Originario do Quebec, antigamente voce somente encontrava nos restaurantes pequenos e mais escondidos.
Hoje, McDonalds, BK, A&W, KFC e Harvey’s servem Poutine!

Meu irmao me levou para provar Poutine no Smoke’s Poutinerie, um dos mais famosos em London, ON – https://smokespoutinerie.com/

Poutine consiste em nada mais do que batatas fritas (palito) cobertas com gravy, aquele molho escuro a base de carne, e pedacos de queijo!

A versao que provei era um pouco mais elaborada, tambem servida com gravy, so que com carne de porco desfiada, o que chamam de ‘pulled pork’! Outras versoews incluem bacon, frango, carne e versoes vegetarianas!

NHAC!

Marmita – Espaguete com Cogumelos Paris e Presunto

Alguns de vocês vão concordar comigo, que, almoçar todos os dias em restaurantes cansa.
Com um pouco de criatividade, podemos dar um “up” em nosso almoço, com qualidade e sabendo a procedência.
E o mais interessante, o preparo não vai tomar mais do que 30 minutos!
Almoço é a pausa no nosso dia em que nos damos o prazer de uma boa refeição!
Então, mãos a obra!
Ah, se vocês verem o titulo no BLOG chamado MARMITA, tenha certeza de que é algo simples, rápido e que provavelmente vai lhe arrancar um “hummmmm” no seu almoço!

Ingredientes para 2 pessoas
Meio pacote de espaguete, de preferência italiano de “grano duro”
150 Gramas de presunto
Uma bandeja de cogumelos Paris, limpos, sem os talos e cortados ao meio *
1/3 de xícara de manteiga, ou azeite de oliva, ou meio a meio.
1 dente de alho picado finamente
2 colheres de sopa de uma mistura de salsinha + cebolinha + alho desidratados
Sal, de preferência marinho, ou Rosa do Himalaia (Sal de boa qualidade eleva seu prato a um outro nível!)
Queijo parmesão ralado para servir
Pimenta do Reino a gosto

Coloque a massa para cozinhar, seguindo as instruções do pacote. O meu espaguete foi 8 minutos.
Paralelamente, em uma panela ou frigideira grande, como a minha, derreta a manteiga (ou sua opção)
Refogue o alho, mas não o deixe dourar
Adicione o presunto de uma boa fritada nele
Em seguida, adicione a mistura de salsinha, cebolinha e alho e misture bem
Por último, os cogumelos!
Caso você sinta que ficou muito seco, adicione mais azeite de oliva ou manteiga
Os cogumelos absorvem muito líquido.
Refogue bem.
Misture a massa com 1/4 de xícara do liquido do cozimento.
Leve ao fogo novamente ate que a água tenha evaporado

No seu trabalho. aqueça no microondas e sirva com bastante queijo ralado (que você levou em um saquinho a parte)

* Limpe os cogumelos com um papel toalha, não lavando-os em água.

Pizza Artesanal em 30 Minutos (Ou menos)!


Para os que não viram o vídeo no youtube, vai a dica! É possível fazer pizza em casa, sem grandes destruições na cozinha e o melhor… em menos de 30 minutos. O segredo está na preparação da massa com antecedência e guardá-la no freezer.

Escolha um dia em que você está tranquilo e tem tempo para o preparo e fermentação da massa. Prepare uma receita da massa de pizza. Você tem ela completa aqui: http://blog.vavokrieck.com/o-que-seria-mundo-sem-pizza/

Separe a massa em pequenas bolas, do tamanho de (ou um pouco maiores do que) uma bola de tênis. Coloque-as em saquinhos bem fechados e leve-as ao freezer.

Para descongelar, tire os saquinhos do freezer e deixe-os na geladeira por 12 horas. Mas, se estiver com pressa, coloque-os em uma bacia ou tigela com água morna.

Abra a massa com um rolo, polvilhando um pouco de farinha ou semolina sobre a superfície. Em seguida, coloque a massa em uma forma, e monte a pizza de sua preferência!

Essa Margherita que vocês estão vendo passou por esse processo, e ficou pronta em menos de 30 minutos!

Para ver o vídeo completo com o passo a passo, acesse: