Tentativa e Erro!


Cada vez mais me convenço de que cozinha é tentativa e erro. Receitas que quando lemos parecem extremamente fáceis de serem executadas, resultam ser mais complicadas. E o resultado final não fica tão bom quanto esperávamos.

Anyway, domingo passado foi o dia de fazer bolachas de Natal, receita da minha avó Irany. Resolvi fazer “meia” receita, justamente por isso, porque estava entrando em território desconhecido. E com o know-how que ela tinha, quando digo território desconhecido é mais ou menos Marte!

Fiz a massa segundo a receita. Cortei as bolachas e assei-as. Não ficaram ruins, mas o sabor ainda deixava traços do” salamoníaco”, ou “sal demoníaco”, como chamo, que era um dos ingredientes.

Segunda parte da prática: confeitar as bolachas.

Descobri que os bicos de confeitar que havia comprado eram finos demais para o que eu queria. Fora isso, brinquei com a cobertura fazendo desenhos e vendo como o glacê se comportava sobre as bolachas.
E você percebe que duas gotas a mais de água são responsáveis por um glacê mais líquido e que vai escorrer sobre as bolachas.

Uma forma foi para o lixo. Distraí-me e ela queimou.

Como saber se vai funcionar se nunca fizermos? O máximo que pode acontecer é você jogar sua receita fora, como eu fiz! Não sem antes testar glacê, cores e texturas!

De qualquer maneira, esse foi o primeiro passo. Não podemos desanimar! Temos que ter desapego! Amanhã farei outra receita, dessa vez da minha prima Thais. E outras 2: uma de mel e outra sem carboidratos!

Cozinha é isso, tentativa e erro. A gente vai, pratica, testa, aprende.

Beijo, e depois conto como ficaram!

P.S. Minha Nutella caseira ficou muito boa!!!

Leave a Reply